Sala de Imprensa
10/03/2018
Empate e eliminação
Desportiva se despede do Capixabão, no empate contra o Vitória, em 1 a 1, no Salvador Costa

Henrique Montovanelli - Comunicação Desportiva Ferroviária 

 

Uma vitória no clássico contra o Vitória classificaria a Desportiva Ferroviária para as semifinais do Capixabão Sedex. A Tiva saiu na frente, cedeu o empate e pressionou até o fim, mas o placar de 1 a 1, no Salvador Costa, e os demais resultados da rodada fizeram com que a equipe grená deixasse o G-4 e se despedisse da competição, juntamente com seu rival alvianil.

 

A torcida grená lotou o setor a ela reservado, no estádio Salvador Costa, e apoiou o time até o fim. No primeiro tempo, o Vitória chegou com mais perigo, com um cabeceio de Hércules, para defesa de Felipe, e duas finalizações perigosas do atacante Wilker, enquanto a Tiva tentava com as bolas paradas de Sorriso. O resultado no intervalo eliminava as duas equipes, fator que fez com que o jogo ficasse ainda melhor após o seu reinício, com pleno domínio da Desportiva na etapa final.

 

Aos 13 minutos, Vinicinho subiu pela direita e cruzou, a bola passou por João Vitor e Müller Brenner e sobrou para Tatá se esticar e fazer o seu segundo gol no estadual. O Vitória, entretanto, empatou dois minutos depois, com o zagueiro Léo Alves, de cabeça, após escanteio. Com os jovens atacantes João Vitor e Heron, a Tiva buscou a vitória até o fim e criou muitas oportunidades, mas esbarrou na ótima atuação do goleiro Victor Coutinho. A arbitragem também anulou um gol legítimo de João Vitor, de cabeça.

 

“Hoje realmente criamos muitas situações, especialmente no segundo tempo, acabamos conseguindo fazer o gol, infelizmente, posteriormente tomamos um gol, uma desatenção, mas criamos oportunidades. Depois ainda tivemos um gol, para mim, mal anulado, mas a gente precisa dar mérito ao adversário e para mim o Victor Coutinho foi o grande nome do jogo pelo Vitória. Os jogadores lutaram, se entregaram até o final, mas infelizmente não conseguimos a vitória para classificar”, analisa o técnico Rafael Soriano, que também não pode contar com o artilheiro Diniz, que fraturou o metacarpo da mão esquerda. “Diniz fez falta hoje, pela dimensão do campo e característica do jogo, ele poderia fazer a diferença nas jogadas aéreas”.

 

Após a eliminação, o treinador também enalteceu a postura de seus jogadores diante dos problemas ocorridos no clube, que fizeram com que a Tiva fizesse uma curta preparação, de duas semanas, para a competição.  

 

“Esse grupo era muito merecedor da classificação. Primeiramente, os jogadores aceitaram o desafio, tiveram propostas durante todo aquele período de indefinição, em dezembro, acabaram retornando mesmo assim e nunca faltou vontade e empenho deles. Enfrentamos muitos problemas, tivemos uma preparação muito curta e deixamos a competição com apenas uma derrota. Pode ter faltado técnica e um futebol mais vistoso, mas nunca faltou entrega desse grupo”, conclui Rafael Soriano.

 

Desportiva Ferroviária: Felipe; Sorriso, David, Rafael Olioza e Davi; Gean Miller (Danilo Cintra), Vinicinho e Tatá; Ricardinho (João Vitor), Carlos Vitor e Müller Brenner (Heron). Técnico: Rafael Soriano





Veja mais:

30/03/15 - Desportiva x Rio Branco: Venda antecipada de ingressos começa nesta terça-feira
29/08/15 - Desportiva campeã mundial de futevôlei
03/06/16 - Maestro faz estágio no Fluminense
24/01/18 - Álvaro Marinho é eleito presidente da Desportiva e tem Robson Santana como vice
30/05/17 - Tiva empata com Villa Nova pela Série D
09/09/14 - Tiva conquista a Taça Unimed Vitória nos pênaltis
18/11/14 - Wilson de Jesus é reeleito na Tiva
20/06/15 - Tiva bicampeã do Capixabão Sub-20
05/09/13 - Timemania: aposte na Desportiva/ES
05/09/15 - Tiva empata com Linhares e segue no G4

    veja lista completa

Campeonato Capixaba 2018
1Desportiva Ferroviaria 14 9 3
2Rio Branco F.C. 3 1 1
3Vitória Futebol Clube 1 1 0
4Serra Futebol Clube 1 1 0
VFC
1 x 1
DES
DES
1 x 1
SFC